Hospital Lifecenter | Blog
Serviços Hospitalares
  • Consultas e exames
  • Pronto Atendimento
  • Cirurgias e Procedimentos
  • Diagnóstico e tratamento de lesões intra cranianas
  • Embolização de tumores benignos e malignos e mal formações vasculares
  • Laboratório de Hemodinâmica
  • Terapia Intensiva
  • Internação Hospitalar
  • Especialidades Médicas
  • Anestesiologia
  • Arritmologia cardíaca
  • Cardiologia clinica
  • Cardiologia Intervencionista
  • Cirurgia bariátrica
  • Cirurgia buco-maxilo-facial
  • Cirurgia cardiovascular
  • Cirurgia coloproctologica
  • Cirurgia de cabeça e pescoço
  • Cirurgia de coluna
  • Cirurgia de joelho
  • Cirurgia de mão
  • Cirurgia de quadril
  • Cirurgia endovascular
  • Cirurgia geral e digestiva
  • Cirurgia ginecológica
  • Cirurgia hepato-bileo-pancreatica
  • Cirurgia otorrinolaringológica
  • Cirurgia plástica estética e reparadora
  • Cirurgia torácica
  • Cirurgia urológica
  • Cirurgia vascular
  • Clínica médica
  • Coloproctologia
  • Dermatologia
  • Eletrofisiologia cardíaca
  • Endocrinologia
  • Gastroenterologia e Nutrologia
  • Ginecologia
  • Hematologia
  • Hemodinâmica
  • Hepatologia
  • Infectologia
  • Medicina de urgência
  • Medicina Interna
  • Nefrologia
  • Neurocirurgia
  • Neurologia
  • Neurorradiologia
  • Oncologia
  • Ortopedia e traumatologia
  • Ortopedia Oncológica
  • Otorrinolaringologia
  • Reumatologia
  • Terapia intensiva de adultos
  • Urologia
  • Especialidades Multiprofissionais
  • Enfermagem
  • Fisioterapia
  • Fonoaudiologia
  • Nutrição e dietética
  • Psicologia Clínica Hospitalar
  • Blog

    Cirurgia minimamente invasiva para estenose aórtica


    Postado em 09/07/2020




    A estenose aórtica, que é caracterizada por um estreitamento da válvula aórtica do coração, é uma doença cardiológica bastante comum em todo o mundo. Sua incidência vai aumentando com o passar da idade. Estima-se que 1 em cada 20 pessoas com mais de 75 anos serão acometidas pelo problema. 

    O mal funcionamento dessa válvula dificulta o fluxo de sangue do ventrículo esquerdo até a artéria aorta, e dela para todo o corpo. Isso faz com que o coração tenha que trabalhar mais para bombear o sangue através da válvula. 

    Diante desse quadro, o ventrículo esquerdo aumenta de tamanho para responder à sobrecarga a que está exposto. Quando a pessoa é jovem e a estenose é leve, essa adaptação do organismo é suficiente para que o sangue seja bombeado normalmente. Mas, com o passar dos anos e piora na gravidade da estenose, esse mecanismo compensatório pode ser insuficiente. E, consequentemente, pode provocar o início de sinais e sintomas colocando o paciente sob risco de piora clínica e morte em alguns anos.

    Novos caminhos para o tratamento 


    A partir dos anos 2000, o tratamento cirúrgico da doença foi revolucionado graças ao surgimento de uma nova técnica: o Implante Percutâneo de Válvula Aórtica, também conhecido pelas siglas em inglês TAVI ou TAVR (Transcatheter aortic valve implantation/replacement). 

    No Hospital Lifecenter, um time médico altamente experiente e especializado está pronto para avaliar individualmente cada paciente acometido pela estenose aórtica. Nos casos em que o paciente preenche todos os critérios para se submeter ao procedimento, entra em ação uma equipe multidisciplinar, o “Heart Team” composta com cirurgião cardiovascular, hemodinamicista, cardiologista clínico, anestesista e ecocardiografista. 

    No passado, o único tratamento disponível era a cirurgia de troca valvar, com anestesia geral para abertura do tórax do paciente. Por ter um alto grau de invasibilidade, seus riscos aumentam com o avanço da idade e/ou condições clínicas associadas.  Já o implante de TAVI é feito com anestesia local e sedação. Devido ao constante aperfeiçoamento da técnica, o procedimento foi se tornando cada vez mais seguro. 

    O Hospital Lifecenter é referência em cardiologia em Minas Gerais e sua equipe é uma das poucas habilitadas pelas Sociedades Brasileiras de Hemodinâmica (SBHCI) e de Cirurgia Cardiovascular (SBCCV) para realizar esse procedimento.

    >> Conheça aqui a infraestrutura do Hospital Lifecenter e o setor de hemodinâmica

    Avaliação individualizada 


    “É muito importante que o paciente seja cuidadosamente avaliado antes de receber a indicação para a cirurgia. Como o implante ainda não consta do rol de procedimentos da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), os planos de saúde não são obrigados a cobri-lo. Por isso, é fundamental que a necessidade do procedimento seja claramente demonstrada”, comenta o Dr. Cláudio Léo Gelape, coordenador do serviço de cirurgia cardiovascular do hospital. “Temos uma equipe que está acumulando uma grande experiência nesse tipo de cirurgia. Nosso objetivo é sermos, em breve, uma, referência nacional em cirurgia cardiovascular”, complementa. 

    O Dr. José Carlos Faria Garcia, coordenador do serviço de Hemodinâmica e cardiologista intervencionista do Hospital Lifecenter, comenta que esse tipo de procedimento minimamente invasivo foi o maior avanço na área da cardiologia nas últimas décadas. Ele explica que objetivo da cirurgia é a colocação de uma prótese no anel valvar aórtico, corrigindo seu diâmetro para melhorar o fluxo sanguíneo. Para isso, o implante percutâneo da prótese é feito por meio de punções na virilha do paciente. 

    Essa prótese, produzida a partir de tecido animal, é então guiada através da aorta por um cateter. Durante todo o procedimento, imagens de radioscopia e ecocardiografia dão suporte ao trabalho médico. Na maioria dos casos o paciente recebe alta hospitalar em até três dias. Estudos clínicos demonstram que essa cirurgia é capaz de reduzir os riscos de morbimortalidade cirúrgica em casos selecionados de pacientes com estenose aórtica. 

    Quando é indicado?


    Atualmente, o Implante Percutâneo de Válvula Aórtica é indicado para pessoas que, geralmente após os 65 anos, apresentem outras comorbidades que aumentem de alguma maneira o risco da realização da cirurgia convencional. Nesses casos, a TAVI apresenta alta taxa de sucesso e chances de complicação iguais ou até menores em comparação com o método tradicional. 

    “É preciso destacarmos que a elegibilidade para a cirurgia é clínica e anatômica e deve envolver participação multidisciplinar, com o aval do “Heart Team” do Hospital. Entre outras coisas, é necessário que se faça uma tomografia completa da árvore arterial para verificar se a anatomia vascular do paciente possui um calibre adequado para se transportar a prótese”, acrescenta o Dr. José Carlos Garcia. 

    Estenose aórtica: conheça os fatores de risco 


    >> Anomalia congênita da válvula aórtica
    >> Idade
    >> Presença de doença renal crônica
    >> Febre reumática

    Os sinais e sintomas da estenose aórtica


    >> Sopro cardíaco
    >>
    Dor no peito
    >> Desmaio ou sensação de desmaio iminente
    >> Falta de ar ou diminuição da resistência aos esforços

    Doenças cardiovasculares e os riscos com a COVID-19.

    Acompanhe o Hospital Lifecenter no InstagramFacebook e Linkedin.
    Este post possui 0 comentários.

    Deixe um Comentário