Hospital Lifecenter | Blog
Serviços Hospitalares
  • Consultas e exames
  • Pronto Atendimento
  • Cirurgias e Procedimentos
  • Diagnóstico e tratamento de lesões intra cranianas
  • Embolização de tumores benignos e malignos e mal formações vasculares
  • Laboratório de Hemodinâmica
  • Terapia Intensiva
  • Internação Hospitalar
  • Especialidades Médicas
  • Anestesiologia
  • Arritmologia cardíaca
  • Cardiologia clinica
  • Cardiologia Intervencionista
  • Cirurgia bariátrica
  • Cirurgia buco-maxilo-facial
  • Cirurgia cardiovascular
  • Cirurgia coloproctologica
  • Cirurgia de cabeça e pescoço
  • Cirurgia de coluna
  • Cirurgia de joelho
  • Cirurgia de mão
  • Cirurgia de quadril
  • Cirurgia endovascular
  • Cirurgia geral e digestiva
  • Cirurgia ginecológica
  • Cirurgia hepato-bileo-pancreatica
  • Cirurgia otorrinolaringológica
  • Cirurgia plástica estética e reparadora
  • Cirurgia torácica
  • Cirurgia urológica
  • Cirurgia vascular
  • Clínica médica
  • Coloproctologia
  • Dermatologia
  • Eletrofisiologia cardíaca
  • Endocrinologia
  • Gastroenterologia e Nutrologia
  • Ginecologia
  • Hematologia
  • Hemodinâmica
  • Hepatologia
  • Infectologia
  • Medicina de urgência
  • Medicina Interna
  • Nefrologia
  • Neurocirurgia
  • Neurologia
  • Neurorradiologia
  • Oncologia
  • Ortopedia e traumatologia
  • Ortopedia Oncológica
  • Otorrinolaringologia
  • Reumatologia
  • Terapia intensiva de adultos
  • Urologia
  • Especialidades Multiprofissionais
  • Enfermagem
  • Fisioterapia
  • Fonoaudiologia
  • Nutrição e dietética
  • Psicologia Clínica Hospitalar
  • Blog

    Dicas para sair de casa com segurança na quarentena


    Postado em 13/04/2020


    Seguir as medidas de isolamento social na quarentena é a principal indicação do Ministério da Saúde e da Organização Mundial de Saúde para o atual estágio da pandemia da COVID-19. Porém, caso seja inevitável sair, é preciso tomar cuidados redobrados. Ao ir a supermercados, farmácias ou local de trabalho, há uma maior exposição que pode favorecer a contaminação com a COVID-19. Pensando nisso, reunimos dicas para ajudá-lo antes, durante e depois de uma visita a ambientes externos.

    De início, devem ser considerados aspectos como o tipo de local a ser visitado e os grupos com maior risco de contrair a doença. Conforme recomenda o Ministério da Saúde (MS), idosos e portadores de doença crônica ou pessoas com sintomas de doença respiratória devem permanecer em casa.

    Desde o dia 13 de março, o Hospital Lifecenter suspendeu, por tempo indeterminado, as visitas para pacientes internados em todos os setores. A ação preventiva visa garantir a segurança dos pacientes ao diminuir o fluxo de pessoas externas que transitam no hospital. A restrição não se aplica aos acompanhantes nos casos previstos em lei, que serão regularmente recebidos. Paralelamente, o Hospital Lifecenter recomendou as Vídeo Visitas, uma forma alternativa de manter a proximidade dos pacientes com o público externo sem causar riscos à sua saúde. A estratégia está conectada com a missão de envolver os familiares nos cuidados com o paciente e estimular sua participação ativa no tratamento, o que contribui com sua recuperação, o autocuidado, o entendimento do quadro clínico e para a redução da angústia e ansiedade comuns no ambiente hospitalar.

    Antes de sair de casa na quarentena


    Caso precise ir a um ambiente público, é imprescindível adotar medidas de prevenção. Se possível, busque alternativas que otimizem a saída, evitando a interrupção do isolamento por um tempo maior. Evite a circulação desnecessária.

     Fique em casa se não estiver se sentindo bem. É essencial seguir as instruções das autoridades sanitárias para evitar a propagação do vírus. Ligue para o seu médico e peça instruções ou ligue 136, telefone do serviço de auxílio do Ministério da Saúde. Se sentir dificuldade para respirar ou estiver diante de outras urgências, procure atendimento médico. O Hospital Lifecenter tem fluxos separados, mantendo os casos suspeitos e confirmados de coronavírus isolados das demais especialidades. Assim, é possível atender as urgências de quadros clínicos que fogem do contexto da COVID-19 e deixar os pacientes mais seguros para buscarem auxílio em caso de necessidade.

    Por sua vez, a Organização Mundial da Saúde (OMS) orienta que, antes de sair, é necessário limpar as mãos adequadamente com água e sabão ou higienizá-las com álcool. Ao entrar em contato com alguma superfície que tenha o vírus, o ato de ter lavado as mãos adequadamente de forma prévia evitará a transferência de um possível contágio. E lembre-se, sempre que tocar em superfícies e objetos, a higienização das mãos e pulsos deve ser repetida! Saiba como lavar as mãos da forma correta.

    Confira outras dicas:

    >> Separe uma muda de roupa quando for sair;
    >> Redobre os cuidados com a higiene;
    >> Nãosaiaemhoráriosdepico.

    Na rua


    Ao sair durante o período de quarentena, é necessária uma distância mínima de cerca de 2 metros de qualquer pessoa tossindo ou espirrando. Segundo a OMS, quando alguém tosse ou espirra, libera pequenas gotas líquidas do nariz ou da boca que podem conter vírus. Se você estiver muito próximo, estará sujeito a respirar as gotículas, incluindo a COVID-19.

    Seguir uma boa higiene respiratória protege as pessoas ao seu redor contra vírus diversos. Por isso, ao tossir ou espirrar, cubra nariz e boca com lenço ou com a parte interna do braço, e não com as mãos. Aprenda a forma correta de tossir e espirrar no youtube do Ministério da Saúde.

    Também evite tocar olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas. As mãos tocam muitas superfícies e podem conter o vírus. Uma vez contaminadas, elas podem transferi-lo para os olhos, nariz ou boca. A partir daí, o vírus pode entrar no seu corpo e deixá-lo doente.

    Lembre-se:

    >> Mantenha uma distância segura de uma pessoa para outra, de pelo menos 2 metros, como define a OMS;

    >> Evite abraços, beijos e apertos de mãos. Adote um comportamento amigável sem contato físico, mas sempre com um sorriso no rosto.

    Use máscaras de proteção ao sair de casa

    O uso desse item de proteção pela população tem sido adotado em diversos países como estratégia para a redução dos casos de COVID-19 pela retenção de partículas produzidas pelo sistema respiratório.

    Veja as recomendações da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais para o uso correto.

    >> O uso da máscara é individual, não compartilhe.

    >> Antes de colocar a máscara, lave preferencialmente suas mãos com água e sabão, ou quando indisponível, higienize com álcool 70%.

    >> Posicione-a em seu rosto de modo a cobrir toda a região do queixo, da boca e nariz, devendo também estar bem ajustada, sem espaços frouxos entre a máscara e sua face.

    > Evite tocar ou ajustar a máscara enquanto estiver fazendo o seu uso, e se tocá-la, lave suas mãos com água e sabão.

    >> Evite também retirar a máscara, colocando-a na testa ou abaixo do queixo;

    >> Não retire a máscara para falar.

    >> As máscaras devem ser trocadas, se possível, a cada duas horas, ou sempre que estiver úmida ou suja, para garantir maior proteção. Por isso, é recomendável que cada pessoa tenha mais de uma máscara disponível.

    >> Para retirá-la, não toque na parte da frente da máscara, remova-a segurando pelo elástico ou pelas fitas que a amarram, e se não puder lavá-la imediatamente, coloque-a em saco plástico ou em recipiente destinado para tal finalidade até o momento em que for lavar (o mais breve possível).

    >> Ao sair de casa, leve pelo menos uma máscara adicional e um saco plástico para guardar a máscara já utilizada, caso precise trocar.

    >> Ao chegar em casa, as máscaras devem ser lavadas pela própria pessoa, primeiro por imersão em solução de água sanitária, seguido de enxague e lavagem com água e sabão.

    Ao voltar para casa


    Chegando da rua, tire os sapatos. Evite transitar em casa com os mesmos calçados utilizados externamente. As etapas de higienização precisam ser refeitas, lavando as mãos ou, preferencialmente, tomando um banho. Se não puder fazer isso na área externa, tente não tocar nos objetos dentro de casa.

    A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) esclarece que é importante lavar a roupa usada com água e sabão e quem a manipula deve estar atento, cuidando para não tocar na roupa e colocar as mãos no rosto. Os calçados sujos devem receber a mesma atenção.

    Outra precaução a ser tomada na quarentena é higienizar os produtos adquiridos no supermercado. É possível limpar embalagens com água sanitária (20 ml para cada 1 litro de água). Os alimentos também precisam ser lavados ou mergulhados na solução indicada.

    >> Coloque as roupas em um saco plástico ao levá-las para dentro de casa;

    >> Não tenha contato com outras pessoas antes de lavar as mãos e trocar de roupa (preferencialmente tome banho);

    >> Limpe seus pertences pessoais como chaves, cartões e celular com álcool 70%;

    >> Bolsas e mochilas de uso diário devem ficar na área externa da casa ou reservada.

    Essas são algumas formas de se manter seguro na quarentena e de proteger o próximo. Para saber mais sobre o assunto, acesse o canal de informações oficial do Ministério da Saúde. Não deixe de conferir também o nosso guia para cuidar da saúde em casa.

    Acompanhe essas e outras dicas também em nossas redes sociais. Estamos no InstagramFacebook e Linkedin.
    Este post possui 0 comentários.

    Deixe um Comentário