Hospital Lifecenter | Blog
Serviços Hospitalares
  • Consultas e exames
  • Pronto Atendimento
  • Cirurgias e Procedimentos
  • Diagnóstico e tratamento de lesões intra cranianas
  • Embolização de tumores benignos e malignos e mal formações vasculares
  • Laboratório de Hemodinâmica
  • Terapia Intensiva
  • Internação Hospitalar
  • Especialidades Médicas
  • Anestesiologia
  • Arritmologia cardíaca
  • Cardiologia clinica
  • Cardiologia Intervencionista
  • Cirurgia bariátrica
  • Cirurgia buco-maxilo-facial
  • Cirurgia cardiovascular
  • Cirurgia coloproctologica
  • Cirurgia de cabeça e pescoço
  • Cirurgia de coluna
  • Cirurgia de joelho
  • Cirurgia de mão
  • Cirurgia de quadril
  • Cirurgia endovascular
  • Cirurgia geral e digestiva
  • Cirurgia ginecológica
  • Cirurgia hepato-bileo-pancreatica
  • Cirurgia otorrinolaringológica
  • Cirurgia plástica estética e reparadora
  • Cirurgia torácica
  • Cirurgia urológica
  • Cirurgia vascular
  • Clínica médica
  • Coloproctologia
  • Dermatologia
  • Eletrofisiologia cardíaca
  • Endocrinologia
  • Gastroenterologia e Nutrologia
  • Ginecologia
  • Hematologia
  • Hemodinâmica
  • Hepatologia
  • Infectologia
  • Medicina de urgência
  • Medicina Interna
  • Nefrologia
  • Neurocirurgia
  • Neurologia
  • Neurorradiologia
  • Oncologia
  • Ortopedia e traumatologia
  • Ortopedia Oncológica
  • Otorrinolaringologia
  • Reumatologia
  • Terapia intensiva de adultos
  • Urologia
  • Especialidades Multiprofissionais
  • Enfermagem
  • Fisioterapia
  • Fonoaudiologia
  • Nutrição e dietética
  • Psicologia Clínica Hospitalar
  • Blog

    Guia Para Cuidar Da Saúde Em Casa: COVID-19


    Postado em 31/03/2020


    O distanciamento social, medida reafirmada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como medida para mitigar a propagação da COVID-19, não pode ser a causa de outros males para a saúde física e mental. Pensando nisso, a equipe multidisciplinar do Hospital Lifecenter preparou uma série de dicas neste Guia para cuidar da saúde em casa: COVID-19. A ideia é observar suas emoções, cuidar da sua alimentação, da sua disposição física e alertá-lo sobre a automedicação.

    Segundo estudo do Imperial College de Londres, divulgado na última semana, as medidas conjugadas de isolamento social, higiene e adequada triagem dos pacientes são as medidas mais eficientes para conter a doença ao redor do globo.

    Ao analisar o impacto dessas medidas em 202 países, o estudo concluiu que, se os governos adotarem medidas rigorosas cedo, como testes de diagnóstico, isolamento de doentes e distanciamento social para frear a disseminação do vírus, 38,6 milhões vidas podem ser salvas. Isso representa uma redução de mortalidade de cerca de 95%.

    Esse isolamento, apesar de crucial, tem sido uma tarefa difícil para muitas pessoas que se veem obrigadas a lidar com as preocupações e conciliar hábitos saudáveis com a grande quantidade de tempo livre.

    Acompanhe as dicas dos especialistas do Hospital Lifecenter.

    • Lave as mãos com frequência


    Sempre que possível, lave as mãos com água e sabão ou as higienize com álcool. O sabonete sozinho já é eficaz contra o vírus, e o álcool é útil quando você não tem acesso ao sabão. É fundamental fazer isso todas as vezes que sair ou chegar em um local.

    É essencial que você lave as mãos corretamente, esfregando-as por pelo menos 20 segundos. Veja aqui a entrevista do coordenador da Infectologia do Hospital Lifecenter, Carlos Starling, para a TV Globo Minas, esclarecendo dúvidas sobre esse hábito. Também evite tocar seu rosto, principalmente se estiver constantemente encostando em superfícies e objetos com as mãos.

    • Faça limpezas de rotina


    É muito importante higienizar as superfícies de uso comum e os objetos de uso frequente. Além disso, evite compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, copos e toalhas.

    • Permaneça em distanciamento social


    Um novo estudo realizado em Cingapura e publicado no The Lancet provou que o distanciamento social é, de fato, uma alternativa eficaz no combate ao novo coronavírus. Segundo os especialistas, as medidas de quarentena (para indivíduos infectados e suas famílias), tal como o fechamento de estabelecimentos e o incentivo ao home office, se mostraram mais eficazes na redução de casos da COVID-19 quando combinadas. Recomenda-se que as pessoas não se aproximem e mantenham um espaço entre si de pelo menos 2 metros. Desse modo, caso alguém tussa ou espirre, não haverá contaminação.

    Fique o mais distante possível de qualquer pessoa com a qual você precise interagir. Se não houver o contato físico e for mantida a distância recomendada, você não será infectado nem transmitirá o vírus.

    • Quando usar máscara?


    Em casa é recomendado o uso de máscara somente para os pacientes e pessoas com sintomas. Elas são utilizadas para evitar a transmissão do vírus. A regra muda se você vai sair de casa. Acesse aqui o nosso artigo que traz recomendações sobre a rotina ao sair de casa durante a pandemia.

    • O que você deve fazer quando se sentir mal?


    Se você está com algum sintoma de doença respiratória, mas com bom estado geral, a orientação é que fique em casa, de modo a evitar uma possível propagação. Se não estiver se sentindo bem e observar uma piora do estado geral, cansaço ou dificuldade para respirar, certifique-se de não entrar em contato com pessoas vulneráveis, idosos ou pessoas com doença pulmonar, e procure o serviço de emergência.

    • Cuide da sua saúde mental


    Neste momento é essencial manter o equilíbrio. Dedique um tempo para desacelerar sua respiração, ouvir uma boa música ou assistir a um vídeo engraçado. O hormônio do estresse, cortisol, atua suprimindo a resposta do sistema imunológico. Por isso, é preciso estar atento e praticar atividades que, mesmo em pequenas doses, possam reduz o seu estresse e, consequentemente, a produção de cortisol.

    Acompanhe nosso Instagram. Em breve teremos outras dicas da Letícia Maroni, psicóloga do Hospital Lifecenter.

    • Crie uma rotina


    Construir e manter uma rotina é fundamental. Embora possa ser tentador ter dias intermináveis ​​de pijama, é crucial acordar, tomar um bom café da manhã e estabelecer um cronograma de atividades diárias.

    • Busque fontes confiáveis e cheque as informações


    Ao procurar conselhos de saúde mental on-line, é necessário saber onde obtê-los e em quem confiar. É imperativo que as pessoas obtenham suas informações de fontes responsáveis, especialmente de instituições oficiais, como a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e a Organização das Nações Unidas (ONU). Tais órgãos fornecem orientações fundamentadas e confiáveis sobre as formas de se preservar e como cuidar adequadamente de si mesmo e de seus entes queridos.

    • Evite uma sobrecarga de informações


    Ter um nível de desapego das atualizações pode ser útil para não ser afetado pela grande quantidade de informações negativas em circulação. Uma boa ideia é definir um cronograma para se envolver com atualizações ou assistir às notícias.

    Trata-se de estabelecer um equilíbrio entre a autoproteção e sua rotina diária. Para evitar informações não regulamentadas nos feeds de mídia social, tente usar apenas a função de mensagens nos aplicativos, a fim de manter o contato social e limitar o tempo na rede.

    • Mantenha-se conectado


    O distanciamento físico é essencial neste cenário em que os riscos de contágio são altos, mas não devemos ficar isolados ou solitários. As emoções positivas, que comprovadamente melhoram a imunidade, também podem surgir de conexões sociais breves, inclusive virtuais.

    Conecte-se a amigos e familiares através da internet e utilize aplicativos de mensagens ou mesmo o tradicional telefone. É fundamental manter contatos visuais e verbais com o seu círculo social, principalmente com as pessoas mais próximas a você.

    • Procure ajuda profissional


    É bom ressaltar que os profissionais da saúde permanecem disponíveis para oferecer suporte àqueles que procuram ajuda durante a pandemia.

    Saiba mais


    - OMS divulga guia com cuidados para saúde mental durante pandemia

    - Conexão Fiocruz Brasília - O novo Coronavírus e nossa Saúde Mental

    • Mantenha uma dieta saudável


    O que você come faz toda a diferença para o manter e prolongar a imunidade. Em épocas de intenso estresse, deve-se evitar a prática de conforto alimentar, que pode gerar riscos à saúde. Por isso, para manter o equilíbrio, é importante comer bem sem perder de vista uma alimentação saudável. A Associação Brasileira de Nutrição defende que agora temos a oportunidade de redescobrir os bons hábitos alimentares e, para ajudar a população, criou um guia para contribuir com o fortalecimento do organismo. A cartilha traz ainda informações sobre o adequado armazenamento e aproveitamento de alimentos.

    • Lave suas mãos e higienize os alimentos


    A higiene alimentar é indispensável. Por isso, lave as mãos antes de começar a cozinhar e garanta que alguém com tosse ou resfriado não esteja cozinhando. Também é necessário higienizar bem os alimentos antes de armazená-los.

    • Evite alimentos calóricos


    Para evitar o ganho de peso excessivo, diminua o consumo de alimentos calóricos com muito açúcar e gorduras. Óleos e gorduras podem ser usados em menores quantidades no preparo das refeições.

    • Invista em alimentos frescos e evite os processados


    Embora possa ser difícil o acesso a alimentos e vegetais frescos, é preciso comer saudavelmente e evitar os alimentos industrializados. É recomendável consumir em todas as refeições uma grande variedade de vegetais e alimentos integrais, ricos em nutrientes e antioxidantes.

    • Opte pelos ingredientes básicos


    Dê preferência a frutas e legumes, grãos integrais e carnes magras, pois são alimentos que possuem uma maior concentração dos principais nutrientes de que o seu corpo precisa. Você também pode usar uma variedade de ervas e especiarias para aprimorar os sabores.

    • Mantenha-se hidratado


    É essencial tomar bastante água para manter a hidratação, sendo aconselhável a ingestão de cerca de 2 litros diariamente.

    A Vitória Sousa Mendonça Vieira, nutricionista do Hospital Lifecenter tem outras dicas para lhe dar. Assista aqui ao vídeo.

    • Fique em casa, mas não fique parado!


    Atividades físicas regulares e moderadas são vitais para fortalecer o sistema imunológico e manter a saúde mental. Aconselha-se a prática de pelo menos 30 minutos ao dia, 5 dias por semana. Além disso, sabe-se que 20 minutos de exercícios físicos podem suprimir inflamações e apoiar a sua imunidade.

    • Siga a orientação dos especialistas


    É de extrema importância que as pessoas acompanhem de perto o que têm permissão para fazer e o que deve ser evitado. Na medida do possível, aquelas que conseguem devem fazer exercícios regulares, sempre com segurança.

    • Procure locais abertos


    Também é recomendável praticar exercícios ao ar livre, em locais grandes e arejados. Para quem não tiver espaços disponíveis, uma alternativa segura é usar jardins e quintais para incorporar exercícios em casa.

    Quer saber mais como movimentar sem riscos e ainda ter qualidade de vida mesmo sem sair de casa? Em breve teremos em nosso Instagram um vídeo da Lunara Ketlly Silva Gomes, fisioterapeuta do Hospital Lifecenter.

    • Evite a automedicação


    A pandemia da COVID-19 ascendeu mais um alerta sobre a automedicação. Essa prática traz inúmeros malefícios para a saúde, de intoxicações a interações medicamentosas graves que podem, inclusive, alterar o efeito de uma medicação de uso contínuo e controlado. Fato é que, embora não exista tratamento comprovado, alguns medicamentos têm sido pesquisados como fonte de cuidado paliativo para grupos específicos em contato com a doença.

    Vale ressaltar que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) já emitiu alertas sobre a hidroxicloroquina e a cloroquina que já foram apontados, inclusive, como causa de óbito por seu uso indiscriminado durante a pandemia da COVID-19.

    A Mariana Fernandes, farmacêutica do Hospital Lifecenter, reservou outras dicas para você. Em breve em nosso Instagram. Clique aqui e confira.

    Essas são algumas das formas comprovadas para manter seu sistema imunológico saudável e evitar o contágio pela COVID-19. É indispensável adotar tais hábitos a fim de manter o equilíbrio físico e emocional e ficar livre do vírus. Assim, você garante uma série de benefícios ao seu sistema imunológico e permanece saudável durante a quarentena!

    Acompanhe essas e outras dicas também em nossas redes sociais. Estamos nas redes sociais no Instagram, Facebook e Linkedin.
    Este post possui 0 comentários.
    Robertjelay 09/04/2020 12:19:49

    Aguardando Moderação

    MARCO ANTONIO DE PADUA 28/04/2020 09:04:23

    Aguardando Moderação

    Deixe um Comentário